A 300 km por hora – final

Confira as partes anteriores clicando aqui.

Os temores de Pescarolo sobre a capacidade de Graham Hill logo se dissipariam quando, aplicando tudo o aprendido naquele velho Lotus 16 dos inícios de sua carreira, Hill resistiria a tentação de seguir o ritmo frenético imposto pelos Alfa-Romeo e os Lola no principio da prova, adotando uma tática conservadora até que, quando chegou a noite e sob forte chuva, Hill, pilotando de forma impecável, seria volta após volta, consistentemente, o mais rápido na pista até chegar à segunda posição, atrás do Matra da dupla Cevert / Ganley para, quando o neozelandês entra box boxes para trocar pneus, assumir a liderança com boa vantagem sobre eles.

Continue reading “A 300 km por hora – final”