#Senna30 – A temporada de 1988

por Márcio Madeira

Passados 30 anos, muitas pessoas de profundo conhecimento automobilístico reservam a 1988 lugar de destaque entre as piores temporadas em toda a história de Fórmula 1, enumerando uma série de corridas “extremamente chatas”, e o grande distanciamento existente entre os conjuntos McLaren-Honda, com Prost e Senna ao volante, e o restante do grid. De minha parte, reconheço a materialidade de tais argumentos, mas não posso concordar, de modo algum, com tal avaliação a respeito do que foi aquela temporada.

Continue reading

#Senna30 – As três faces de um tricampeão

por Vinícius Mamede Chaer

O próximo dia 30 marca o trigésimo aniversário do primeiro título mundial de Senna na Fórmula 1. Já faz 30 anos aquela que foi uma madrugada para audiência brasileira e uma tarde de sol e chuva em Suzuka, no Japão. Devo ser suspeito para falar, pois a memória afetiva foi capturada ao vivo por uma retina emocionada de 12 anos de idade, mas aquela temporada de 1988, e também as que a cercam no tempo, foi o ápice da F1. Dane-se o risco de parecer nostalgia. Havia ali o equilíbrio – há quem tenha certeza de que o equilíbrio é a verdade. Refiro-me aqui não exatamente ao equilíbrio competitivo.

Naquela F1 havia equidistância entre a barbárie das três mortes por ano do passado e o interromper GP na chuva do presente. Havia um misto entre pilotagem pura, no braço, e já um tanto tecnológica. Misto de fabricação-garagem com proto-telemetria. Era Fórmula 1 espetáculo global com um pouco ainda de circo, naqueles autódromos de sempre. E naquele ano, em especial, os dois melhores pilotos daquela era pediram licença ao resto. A parada seria resolvida entre ambos, dentro de casa, sem joguinhos de equipe e com combinações mandadas às favas. Um magistral choque de gerações, de estilos e de genialidades a bordo de uma McLaren… Bem, uma McLaren-Honda turbo inesquecível, o MP4/4. Os titulares deste Gepeto falarão com mais propriedade da temporada e da corrida final nos próximos textos. Eu vou ficar com o protagonista dessa história.

Continue reading