A pequena ilha

Napoleão
06/06/2012
Remédio sem doença
11/06/2012

A Formula 1 some das ruas de Mônaco e atravessa o Atlântico pela primeira vez esse ano para conhecer as terras canadenses. O circo está pegando fogo. É uma época gloriosa. É um ano de ouro.

A Formula 1 some das ruas de Mônaco e atravessa o Atlântico pela primeira vez esse ano para conhecer as terras canadenses. O circo está pegando fogo. É uma época gloriosa. É um ano de ouro.

Temos finalmente 6 vencedores diferentes, de 5 equipes diferentes, em 6 provas. Se fosse o ano passado, você diria que alguém da Red Bull era candidato a pole. E que ele provavelmente venceria também. Pois bem, esse ano não da pra dizer isso. Não era tudo que a gente sempre pediu?

Chegamos ao Canadá em um campeonato emocionante em uma pista que sempre promete boas corridas.

O grande premio canadense existe de 1967 como parte do calendário do campeonanto mundial de F1. Mas em Montreal acorre desde 1978, só faltando uma aparição em 2009 e outra lá atrás em 1987. Antes de chegar na pequena Île Notre-Dame, tivemos corridas em Mosport Park (1961-1977) e Mont-Tremblant (1968-1970).

Dessa “nova geração” da F1 em Montreal, ninguem mais, ninguem menos, que Michael Schumacher venceu mais vezes. São 7 vitórias para o tedesco (1994, 1997, 1998, 2000, 2002, 2003 e 2004). O, coitado, mais próximo piloto em atividade é Lewis Hamilton com 2, isso mesmo, duas míseras vitórias (2007, 2010). Se formos contar os pilotos fora de atividade, o segundo da fila passa a ser Nelson Piquet (1982, 1984, 1991). Essa vitória em 1991 também foi a última vitória na F1 do grande Nelson.

Separador

httpv://www.youtube.com/watch?v=utjmPCYUumo
Mont-Tremblant

Separador

Para esse ano a Pirelli traz os mesmos pneus de Monaco, os macios e super macios. Depois de saber disso você já coçou a cabeça, pensando no trenzinho do circuito passado. Mas Montreal é diferente. A pista é muito mais abrasiva e os esforços de velocidade são maiores. Por conta disso devemos esperar um numero de estratégias diferentes um pouco maior e devemos ter mais paradas. Os treinos livres deverão ser decisivos para as equipes entenderem o papel dos pneus aqui.

Além disso, diferente de Monaco, os motores são exigidos ao máximo na sua força total. Junto com os freios. Ao final de cada grande faixa de aceleração, um freada forte. E, pela primeira vez na temporada, é necessário o freio motor efetivo. Nesse ponto o deseafio dos engenheiros é entregar toda a performance necessária sem sacrificar a durabilidade das unidades.

Separador

httpv://www.youtube.com/watch?v=_PNAn7lwslE#t=48s
Mosport Park

Separador

Na setima corrida da temporada temos os mesmos “votos” das ultimas provas. Um vencedor novo e uma corrida movimentada. A Red Bull vem pra pista com um assoalho novo, depois da proibição dos furos. A Ferrari promete que resolveu os problemas de ajuste do carro e seu novo pacote de atualizações vai mostrar a poisição real dela para o resto da temporada. A McLaren promete não errar mais com seus pilotos para ter uma chance de lutar por vitórias. Lotus vem buscar a sua vitória e a Williams promete uma atuação consistente com uma chegada dos dois carros no top-10.

Mas em uma temporada que alguns décimos na classificação te tiram da Pole para o 12o, um final de semana perfeito tem sido dificil para qualquer um no grid.

Não vai bastar talento. Vai depender de um trabalho competente da equipe, sorte e uma estratégia bem elaborada para manter os pneus vivos.

Separador

Informações da Pista

GP do CanadaCircuito: Circuit Gilles-Villeneuve
Voltas: 70
Comprimento: 4.361 km
Distância: 305.270 km
Recorde da Pista:
1:13.622 – R Barrichello (2004)

Programação

Sexta-Feira
11h – 1º treino livre
15h – 2º treino livre

Sábado
11h – 3º treino livre
14h – Classificação

Domingo
15h – Corrida

Separador

A nossa página no Facebook apresenta os bólidos que desfilaram por Montreal em toda sua história na F1. Vale relembrar algumas corridas históricas. Confere lá!

Bom fim de semana e boa corrida!

Abraços
Flaviz Guerra – @flaviz

Flaviz Guerra
Flaviz Guerra
Apaixonado por automobilismo de todos os tipos, colabora com o GPTotal desde 2004 com sua visão sobre a temporada da F1.

3 Comentários

  1. Flaviz disse:

    E aí vem a Red Bull e acaba com toda a nossa história!

  2. Fernando Marques disse:

    Antes de dar meu pitaco gostaria de dizer 3 coisas:

    1) O Circuito Gilles Villenueve é com certeza o mais bonito da Formula1. Alem das suas ondulações …
    2) Muito show de bola os videos acimas … no caso do GP de 67 imagina o que era guiar um formula 1 sem aerofolio dianteiro, sem asa traseira, sem direção hieletrica hidraulica, cambio manual, freio a disco debaixo de chuva pé em baixo os carros de lado … isto sim era pilotagem …
    3) A lembrança da ultima vitoria do Nelson Piquet na Formula 1 (alias bela foto acima tambem) vem a lembrança da lambança misturada com azar do Mansel na ultima volta … fico até hoje imaginando a cara dele de bacaca … hehehehehehe

    Minha aposta é no Alonso

    Fernando MArques
    Niterói RJ

  3. Mauro Santana disse:

    Olá Amigos do GPTotal!

    Já que a tchurm da Globo sempre faz esta brincadeira, sugiro nós do gepeto fazermos a nossa.

    Minha aposta para a pole, Hamilton de Mclaren.

    Abraço a todos!

    Mauro Santana
    Curitiba-PR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *