Em busca da ultrapassagem perfeita

Retorno sem voltar
19/08/2009
Mauro
17/05/2011
Alan Jones com Williams de 81 – Clique para ampliar

Apesar de planejada muitos anos atrás, a coluna Em busca da ultrapassagem perfeita foi, claro, escrita às pressas e sujeita, portanto, aos percalços próprios da situação, com os esquecimentos e distrações de praxe.

Me arrependo, acima de tudo, de não ter considerado um quinto item de avaliação, para a beleza da ultrapassagem. Ok; os demais quatro itens podem até levar em conta a plasticidade da manobra mas não totalmente. Uma ultrapassagem pode ser inventiva, rápida, corajosa e hábil porém feia. Mas… a coluna já foi ao ar e, pra mim, é como se estivesse impressa na pedra; não se pode altera-la.

Isso, porém, não me impede de voltar ao tema e comentar mais algumas grandes ultrapassagens, a partir de lembranças tardias e sugestões recebidas dos amigos leitores e dos colegas aqui do GPTotal, principalmente o Márcio Madeira. Vamos lá:

Mansell x Piquet – Silverstone 87

É muito difícil pra mim elogiar esta manobra. Restavam três voltas para o final da prova, que havia sido liderada por Nelson Piquet desde o começo. Nigel Mansell, correndo em segundo, optou por uma troca de pneus no meio da prova e, a partir daí, começou a descontar a diferença para o companheiro na Williams.

Quando se aproximou de Piquet, não havia nada que o brasileiro pudesse fazer, tanto mais numa pista larga como um aeroporto como Silverstone. O tal drible final sempre me pareceu um brilhareco barato.

Inventividade Reflexos rápidos Coragem Habilidade
0 0 0 0

Mansell x Senna Espanha 91

Bela mas inútil (na medida em que Mansell parou logo depois para trocar pneus e devolveu a posição ao brasileiro). Vale para mostrar a determinação de dois dos maiores pilotos de todos os tempos.

Inventividade Reflexos rápidos Coragem Habilidade
0 0 1 1

Prost x Senna – Portugal 88

http://youtu.be/zznJjSncGCE

Ayrton Senna sabia ser duro, quase desleal, quando queria. O que se vê aqui é tanto uma ultrapassagem corajosa de Alain Prost como, na via oposta, algo próximo de uma tentativa de homicídio, que rivaliza com Rubinho x Schumacher na Hungria 2010.

Em defesa de Senna, diga-se que ele deve ter se irritado com a tentativa de aperto de que foi vítima na largada e também que ele se desculpou com Prost depois da prova…

Inventividade Reflexos rápidos Coragem Habilidade
0 0 3 0

Senna x Prost – Japão 88

http://youtu.be/BqO04xIPihY

Aqui, vemos o troco de Prost, com o atenuante de que não havia um muro do outro lado… De se registrar que Prost tinha problemas graves de câmbio, o que permitiu a Senna descontar uma grande vantagem do francês.

Inventividade Reflexos rápidos Coragem Habilidade
0 0 2 0

Peterson x Depailler – África do Sul 1978

Há quem coloque esta disputa no mesmo patamar de Villeneuve x Arnoux na França 79 mas… além de bem mais curta, me parecem evidentes os problemas de pneus ou motor do Tyrrell de Patrick Depailler, tanto que ele nem consegue ultrapassar o retardatário (o mexicano Hector Rebaque, com um Lotus igual ao de Ronnie Peterson).

Vale mais pelo conjunto da obra, o fato de ser a última volta da corrida e também pelo controle do sueco (seu carro obviamente também devia estar no osso) do que pela ultrapassagem em si.

Inventividade Reflexos rápidos Coragem Habilidade
1 0 1 1

Schumacher x Hill – Portugal 95

O bote de um animal de peçonha sobre uma presa indefesa e acuada. Pobre Damon Hill!

A aproximação de Michael Schumacher é tão mortífera que sugere uma distração de Hill já que, pela baixa velocidade, era fácil defender-se da ultrapassagem.

Inventividade Reflexos rápidos Coragem Habilidade
1 1 1 1

Villeneuve x Schumacher – Portugal 96

Esta manobra impressionou o mundo. Até então, considerava-se impossível ultrapassar na Curva Parabólica do autódromo do Estoril e, de fato, não lembro de outro caso. A manobra é belíssima, arrematada com uma defesa inteligente e oportuna da posição na reta seguinte, quando apareceu um retardatário à frente.

No entanto, considero que a ultrapassagem de Jacques Villeneuve só se tornou possível porque executada numa velocidade inferior à normal. Suspeito que o Ferrari teve alguma falha de motor ou câmbio ou então Schumacher cometeu um pequeno erro que o fez entrar na curva um pouco menos veloz. Caso contrário, nem Villeneuve conseguiria segurar seu Williams por fora, nem Schumacher o Benetton por dentro.

Inventividade Reflexos rápidos Coragem Habilidade
2 0 2 2

Zanardi x Herta – Laguna Seca 1996

http://youtu.be/ywsB65YfLOQ

Uma merecida exceção à regra de só comentar ultrapassagens na Fórmula 1. O mesmo impulso que moveu Juan Pablo Montoya em Interlagos 2001 move Alex Zanardi nesta ultrapassagem clássica mas extrema, talvez a mais extrema de todas já vistas, a ponto de sugerir um milagre pela forma como o italiano conseguiu segurar seu carro, tanto mais por ser praticamente a última curva da última volta da corrida, com freios e pneus já bem desgastados.

Inventividade Reflexos rápidos Coragem Habilidade
0 1 3 3

Alboreto x Mansell e Alboreto x Prost – Mônaco 1985

Uma aula de como ultrapassar na St. Dévote, em Mônaco, ministrada por Michele Alboreto, então no auge da sua forma, com o Ferrari turbo, no ano em que poderiam ter sido campeões do mundo.

A primeira ultrapassagem está logo no primeiro minuto do vídeo e é belíssima, como tende a ser qualquer ultrapassagem em uma corrida numa sala de jantar, tanto mais se você estiver pilotando uma besta-fera, com uma potência que mal podia ser medida, câmbio manual e o tanque de gasolina cheio até a boca (era a abertura da segunda volta).

Na teoria, a tomada da St Dévote é um ponto de ultrapassagem mas concretiza-la é sempre uma manobra extrema porque a pista é estreita e não perfeitamente reta. As dificuldades para segurar o Ferrari na aproximação da curva falam por si. Uma grande manobra, que rendeu o 2º lugar na corrida a Alboreto, que depois assumiu a liderança com o abandono de Senna.

Inventividade Reflexos rápidos Coragem Habilidade
0 1 2 3

Mas o italiano é atrapalhado pelo assustador acidente quando Nelson Piquet tentou passar Riccardo Patrese na tomada da St Dévote (aos 2m40 do vídeo) e perde a liderança para Alain Prost.

Endiabrado, Alboreto parte em perseguição e retoma a liderança com outra bela ultrapassagem na St. Dévote (aos 4m de vídeo), desta vez por fora. Valoriza a manobra a defesa da posição por Prost e a rapidez de reflexo do italiano, inventando um caminho novo. Sensacional!

Inventividade Reflexos rápidos Coragem Habilidade
2 2 2 2

Incrivelmente, Alboreto tem algum problema, para nos boxes, volta e recupera mais uma posição na mesmíssima curva, recuperando o segundo lugar à custa de Elio De Angelis. Mas nem era necessário: a aula já estava completa.

Rubinho x Kimi e Rubinho x Schumacher – Silverstone 2003

A grande corrida de Rubinho, com ao menos duas ultrapassagens antológicas, tendo como vítimas Kimi Raikkonen e Ralf Schumacher, aparentemente sem problemas em seus carros. A primeira ultrapassagem (1 minuto do vídeo), sobre Kimi, é feita por fora na Abbey, local de raríssimas ultrapassagens.

Mais tarde, na mesma curva, Rubinho passou por Ralf (2 minutos do vídeo) de um jeito totalmente diferente, ficando por dentro na primeira perna da curva e tomando a posição na segunda perna.

E teria mais: Rubinho retoma a liderança de Kimi na saída da Bridge, numa manobra clássica mas muito corajosa (3m30 do vídeo).

Inventividade Reflexos rápidos Coragem Habilidade
2 1 2 3

Jones x Prost – Hockenheim 81

Coisa finíssima, forte rival da Ultrapassagem Perfeita, marcando uma atuação épica de Alan Jones.

Ele largou em 4º e, na volta 5, chegou à vice-liderança, partindo atrás de Alain Prost, pilotando um Renault. O desempenho dos carros era quase que idêntico, Prost ligeiramente mais rápido nas retas, Jones com o carro mais estável nas curvas. Foram treze voltas e várias tentativas até realizar a ultrapassagem, belíssima, corajosa e extremamente inventiva, Prost tendo sido ligeiramente atrapalhado por um retardatário, seu companheiro de equipe, René Arnoux. A velocidade que Jones chega à curva é espantosa.

Inventividade Reflexos rápidos Coragem Habilidade
3 2 2 3

Provavelmente voltarei ao tema no futuro próximo para examinar casos como Senna x Alesi, no Canadá 93, Piquet x Villeneuve, no Rio 82, Mansell x Berger, na Hungria 90, Senna x Mansell, na Espanha 86, Piquet x Mansell, em Monza 86, Mansell x Prost, em Mônaco 91, Capelli x Patrese, em Spa 88 e Laffite x Johansson, em Mônaco 86. Agradeço mais sugestões e links.

Uma boa semana a todos

Eduardo Correa

Eduardo Correa
Eduardo Correa
Jornalista, autor do livro "Fórmula 1, Pela Glória e Pela Pátria", acompanha a categoria desde 1968

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *