Passeio Histórico

Sebastian Vettel e seu lugar na História
30/10/2013
Apenas 20 voltas
04/11/2013

O circuito é chato, mas acompanhe um verdadeiro tetracampeão desfilar sua categoria sem nenhuma pressão em Abu Dhabi.

Final-de-semana seguido de corridas é sempre um prazer para os amantes da velocidade. Mesmo que o campeonato tenha acabado. Mesmo que o autódromo seja obra de Tilke. Nessa altura do campeonato, um ano atrás, a situação era diferente. Ainda havia um campeonato de pilotos em aberto esperando nascer um tri-campeão.

Mas os tempos são outros. É uma nova era. É hora de celebrar o novo menino tetracampeão. É hora de entender seu papel na história. Não coloquem tudo na conta do carro e aproveitem o momento que temos na nossa frente. É hora de ver esse piloto sem pressão em busca de novos recordes. Sente na poltrona, relaxe e aproveite um gênio guiando seu carro milimetricamente pelas curvas – e haja curva – de Abu Dhabi.

Chegar em Abu Dhabi e não chorar de tristeza, é para os fortes. Uma corrida no shopping mais caro de São Paulo seria considerada “corrida de várzea” pelo cenário. Tudo é impecável e milimetricamente pensado. Artificial. Para melhorar Tilke abriu sua gaveta e jogou na mesa todas as suas ferramentas. São 21 uma curvas. Cingapura tem 23, veja. Todas sem harmonia. Uma coisa horrível.

A Pirelli deu indícios que podemos ter surpresas na estratégia. Os pneus macios podem durar muito mais que o normal nas temperaturas “amenas” da noite. Os médios, provaram na India que duram mais de 30 voltas. Com isso, podemos ter gente facilmente optando por estratégias de uma só parada. A chave para isso? Cuidar dos seus jogos de pneus durante o fim-de-semana, especialmente nas sessões inicias de cada dia, quando, invariavelmente a pista é coberta por uma fina camada de areia.

Apesar das grandes retas, a carga aerodinâmica é alta e a tração na saída de curvas é fundamental. São sequencias e sequencias de curvas de média e baixa velocidade. Como disse Adrian Sutil chegando em Abu Dhabi: “a pista não é a favorita, porque é travada demais, mas é um dos melhores eventos da temporada”.

httpv://www.youtube.com/watch?v=3ORwAEcBSP0&feature=share&list=PLci488emJeTjoY7OHTKHpkMmpsWPQU-x3

Em nossa página do Facebook, lembramos os 25 anos do primeiro título de Senna. Com o mágico MP4-4, a McLaren quase ganhou todas as corridas do ano. Quase!

Américo Teixeira Jr volta a carga e agora crava Maldonado na Lotus. Falta, segundo ele, escolher a data e local para anunciar o rapaz na equipe.

Vamos ver!

Maldonado na Lotus. Massa na Williams. E Hulkenberg? Será uma boa não ir pra Lotus. Não aposto uma moedinha neles em 2014. Se fechar com Force India, pode ser melhor caminho. Desde agosto essa equipe só pensa no carro de 2014. Pior não fica.

Alias, quem ‘ousou’ aguardar a confirmação oficial dos pilotos após as declarações de Américo não foi tratado com receptividade nas redes sociais. Estúpidos, burros, complexo de inferioridade por sermos brasileiros, foram as citações que pesquei. Pois é, Américo tem suas fontes. Outros jornalistas também. E na Fórmula 1, até contrato assinado se rasga (quem lembra de Luiz Razia correndo pela Marussia esse ano?), não é pecado nenhum deixar um pézinho atrás até a confirmação oficial. Ou será que Jonathan Noble da Autosport também não tem boas fontes?

Não se ofendam, mas segurem seus cavalos.

Incrível, nenhuma especulada no nome de Kobayashi para o mercado de 2014.

httpv://www.youtube.com/watch?v=VRrhNed9Emw

Agora a guerra é pelos milhões do vice-campeonato de construtores. E essa briga parece ser boa até o final do campeonato. Só vão falar disso nas transmissões, acompanhem!

A Red Bull como sempre não comenta muito sobre suas atualizações. Mas sempre que dão certo, eles comentam na corrida seguinte. Desde agosto a equipe busca resolver o problema de falta de velocidade final do seu carro extremamente configurado para o contorno perfeito das curvas. Sempre no pelotão de baixo em velocidade máxima, na India, Vettel e Webber estavam em 7º e 8º no rankig de mais velozes. Novo bico, nova configuração de assoalho, novas laterais, nova asa dianteira, novas versões de asas traseiras. Tudo, em conjunto, acabou com a concorrência no segundo semestre. Agora só resta bater recordes.

Ferrari se cansou dos bastidores e de um carro lento. Vão brigar, mas parece ser a mais fraca das grandes nessa reta final. A disputa agora é com a McLaren e as últimas posições que oferecem pontos. Já os prateados prometem um desempenho melhor ainda em Abu Dhabi. Os testes que Button fez surtiram efeito e o time está confiante para um caminho melhor com o carro nas próximas provas.

Na Lotus, hora de apagar incêndio. Kimi está enfurecido com o povo gritando na orelha dele, ainda mais se o cara que faz isso não deposita o cheque no final do mês. Final de feira. O demissionário não quer mais brincar com quem não lhe paga. Grosjean ri e vai colecionando alguns troféus.

Curiosamente a Mclaren comemora o crescimento nessa fase do campeonato. Parece que seus testes deram certo. Não é muita coisa, mas eles vão se confirmando no 5º lugar deixando o fantasma da Force India para trás.

Nessa festa de classificação, quem sorri é a Mercedes que pode terminar a temporada na segunda posição da tabela. Um belo resultado para o time. Apesar de tudo a instabilidade bate a porta do time com a eminente saída de Ross Brawn. Hamilton afirma que podem vencer sem ele. É verdade, pode sim. Claro. Mas não espere vida mais fácil sem ele na equipe. Esse cara, lembrem, pegou um projeto da Honda e conseguiu um acordo para manter a equipe no grid. Tirou de última hora o motor japonês e foi último campeão antes do domínio da Red Bull. Não falta experiencia e habilidade para costurar acordos que tragam benefícios para seu time!

No meio do grid, o campeonato está mais animado. Force India deu sinais de reação e a briga com Toro Rosso e Sauber anda animada. Sempre nas corridas temos os carros dessas equipes trocando posições. Vale ficar de olho. Ninguém muito preocupado com o campeonato em si. Ainda há chances de mudanças na tabela, mas como eles estão sempre brigado pelo os últimos pontos e, geralmente, com um carro só, não devemos ter grandes surpresas.

A Williams continua seu ano de ressaca e louca para mandar Maldonado embora e ficar com o dinheiro da multa venezuelana. Massa está pra chegar, receberá salário, mas sim, virá com patrocinadores pra ajudar. Ser o assento chave das mudanças dos pilotos é o maior mérito da equipe esse ano.

Na Caterham e na Marussia, a torcida é para terminar as corridas sem um carro bater no outro. Nem sobre pilotos se fala mais.

Se na linha de chegada não pode, vamos subir o nível das comemorações!
httpv://www.youtube.com/watch?v=bx3eNZyunf8&feature=share&list=UUQIyqMWCdx1GBvbw_Yi6lEA

Aproveite o bom horário da corrida. Acompanhe um verdadeiro tetracampeão desfilar sua categoria sem nenhuma pressão. O circuito é chato, mas um campeonato concluído nos da a chance de enteder melhor as nuances históricas desse esporte!

Abraços,
Flaviz Guerra – @Flaviz

PS. Não deixe de ler Sebastian Vettel e seu lugar na História de Marcel Pilatti.

Informações da Pista
Dimensão:
5.554 km
Voltas: 55
Distancia:
305.355 km
Volta mais Rápida*:
1:40.279 – S Vettel (2009)
Circuito de Abu Dhabi
*Volta mais rápida em corrida
Flaviz Guerra
Flaviz Guerra
Apaixonado por automobilismo de todos os tipos, colabora com o GPTotal desde 2004 com sua visão sobre a temporada da F1.

6 Comments

  1. Mário Salustiano disse:

    pois é amigos, tô nessa de torcer por zebra, e pegando carona nas ideias malucas do tio Bernie, bem que podiam criar um lei proibindo o campeão antecipado de participar do restante do campeonato…rsrs, sem Vettel na pista quem sabe as coisas ficam mais movimentadas

    abraços

    Mário

  2. Mauro Santana disse:

    Olha, nunca gostei desta pista, e vai ser difícil assistir esta corrida.

    Sinceramente, gostaria muito que acontecesse nestas três ultimas corridas algo muito diferente, e quem sabe, Massa vencesse alguma corrida.

    Seria uma Baita Zebra, mas seria bom!

    Abraço!

    Mauro Santana
    Curitiba-PR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *