Pois é, Bahrein

Minority Report
31/03/2014
Disputa territorial
07/04/2014

Vamos para o terceiro ano consecutivo no lugar que considero o mais imbecil para ser ter uma corrida de F1

Vamos para o terceiro ano consecutivo no lugar que considero o mais imbecil para ser ter uma corrida de F1. Em 2012, foi uma infelicidade. Em 2013, chegamos ao inacreditável.

Um país aos cacos, uma nação com problemas. Um péssimo local para corridas. Menos para Bernie Ecclestone. E quando tio Bernie tem uma oportunidade de mostrar sua força, ele a faz com gosto! Dizem que não deveria haver F1 no Bahrein? Pois bem, vai ter e ainda por cima teremos dois testes da pré-temporada e mais depois da temporada. Que tal? Tá bom para vocês?

Pois é, o campeonato dos motores sem som que não gasta combustível chega ao Bahrein!

Separador

Bahrein, na F1 desde 2004 com um ano de intervalo, 2011. Circuito do querido Tilke. Suntuoso. Ar-condicionado. Palmeiras. Tendas. Chão de mármore. A corrida se desenrola em 5.412 m distribuídos em 15 curvas. Se você fechar os olhos e lembrar-se de todos os circuitos do multi-amado Tilke você terá essa distribuição na sua cabeça: Duas grandes retas, sequencia de curvas pra lá e pra cá, hairpins e duas zonas de DRS para esse ano.

Em 2010 algum gênio teve a ideia de usar o circuito em sua versão estendida, com 24 curvas. Foi um teste de paciência que durou 49 voltas. Pra esse ano a idéia genial foi transferir a prova para parte da noite. Olha que divertido!

Esse ano ainda com o agravante de todas as equipes ter testado (tirando a Red Bull e Lotus que foram passear lá) na pista em condições climáticas semelhantes. Tá com cara de mais uma corrida sem sal.

Separador

httpv://youtu.be/ngWhFrQdIYA

Falemos de Massa?

Primeiro ponto, sendo bem azedo, qual é campanha feita que tudo que se fala de Massa tem que começar com “boa índole”, “bom caráter”? Não cabe a nenhum outro esportista esse tratamento da imprensa e de blogueiros especializados. Deduzo logo que há duas explicações possíveis: (1) no esporte só tem mau caráter e filho da puta ou (2) alguém quer construir uma imagem em troca de favores. Repare que não estou julgando o caráter do rapaz.

Cito Bruno Vicaria – bom jornalista dessa rara linhagem moderna de jornalistas que não se deslumbrou com a quantidade de pageviews do seu blog – um pouco fora de contexto (perdão Bruno) para explicar meu ponto “Jornalistas que, na hora do aperto, tratam os pilotos como reis para salvarem suas peles e realizarem suas pautas pobres, além de pleitearem um lugar sem o mínimo pudor nas coletivas realizadas em restaurantes caros.” Esse é o resumo do que penso do tratamento da imprensa ao Massa.

Sobre o incidente. A postura do Massa foi firme como o rádio deixa claro. “Valteri está mais rápido que você, não o segure.” E Massa respondeu “Ficando mais rápido”, num claro comando para equipe de que se o problema é o cara estar mais rápido, eu fico mais rápido e chego na frente e o problema está resolvido. Todos aplaudem de pé o novo Massa, que veio para ficar. Descontando o calor do momento, sabe o que seria um novo Massa na entrevista depois da corrida? “Ordem de equipe? Nada disso, falaram que ele estava mais rápido. Avisei que ia acelerar e fim de assunto, não queria ser ultrapassado por ninguém.” Sem polemizar, sem capitalizar méritos no tema.

httpv://youtu.be/Zn4zjC98OoY

Isso seria um novo Massa. Apesar de falarem, Massa não difere de Barrichello em suas entrevistas. Promessas de andar na frente, ambos fizeram. Desculpas por problemas alheios para desempenhos fracos, ambos deram. Vice-campeonato os dois tem.

Ainda sobre isso, uma dezena de jornalistas fez uso de seus blogs para reclamar do torcedor brasileiro Pacheco que não perde uma única oportunidade de ridicularizar um esportista nacional. Conclamam para levantar placas contra esse comportamento ridículo. Pergunto-me, solitário sentado frente ao computador, piada com Barrichello pode? Quando teve entrevista da Shell com Schumacher (anos atrás, 2006 talvez) e fizeram chacota com o Rubens e deram uma tartaruga pra ele representando o brasileiro, foi divertido. Foi uma manhã agradável. Por que? O que Massa oferece aos ‘jornalistas’ para suas pautas começarem com “boa índole”, “bom moço” e “bom caráter”? O que Barrichello fez para os ‘jornalistas’ que uma entrevista na qual ele é motivo de chacota (apesar de ser um vice-campeão como Massa e pai de família como Massa) é uma manhã agradável e divertida?

Separador

No fim do dia, chegando ao Bahrein, a srta Clarie Williams pediu desculpas. Desculpas aos fãs. Desculpas aos pilotos.

A equipe errou tudo. Não vai se repetir.

Separador

As corridas estão mais lentas? Estão.

Na Austrália foi 2 minutos e 50 segundos mais lenta (2013 – 1h30m03s e 2014 – 1h32m58s). E na Malásia, pouco menos de 2 minutos mais lenta (2013 – 1h38m56s e 2014 – 1h40m25s).

Separador

httpv://youtu.be/nxkTMsW7uUg

Separador

Chegamos à desértica pista com o favoritismo todinho para a Mercedes. Rosberg e Hamilton vão brigar pela vitória entre eles. Uma vitória para cada um até agora. Quem será que leva o desempate? Fim de semana passada a Mercedes explicou o que aconteceu com o carro de Hamilton. A cápsula de borracha que insere a vela no motor se rompeu. Nunca na história dos motores turbo isso tinha acontecido. Não foi nem a vela que deu problema. Hamilton vê o copo meio cheio: tem pontuação dupla ainda por vir, Rosberg pode ter um azar e o motor dele agora tem menos uso que o do companheiro. Só vantagem, veja só!

A Red Bull acertou o passo da resistência. Falta explorar toda a potência do Renault sem queimar o carro todo. Segundo a equipe isso vai acontecer em Barcelona. Até lá vão tentar colecionar alguns pontos. Seria legal também não estragar todas as corridas do Ricciardo. Ajudaria bastante.

Alonso chegou ao Bahrein reclamando que os carros de 2014 são muito lentos. Não sabemos se ele falava especificamente da sua Ferrari, parece que era uma reclamação generalizada mesmo.

Nos prateados da McLaren, Button está otimista. Carro foi pra Malásia com um assoalho novo, bico novo, exaustor novo, mas o calor absurdo não ajudou o time. Ele acredita numa chegada mais forte agora no Bahrein. Magnussen, muito bravo nas calças com ele mesmo prometeu melhorar.

Fora a briga de pilotos, a Williams chega sob pressão no Bahrein. Nos testes dessa pista ela andou bem e se colocou como uma das favoritas para o início da temporada. Na realidade é só a quarta colocada, 1 ponto na frente da Force India. Bo77as quer mostrar que é mais rápido que Massa, mas sai em desvantagem nesse final de semana: ele empresta seu carro para Felipe Nasr no primeiro treino livre!

Para o grupo do meio, o mesmo sentimento da corrida da Malásia: vamos mostrar a que viemos? A Sauber diz que fez dieta, mas um chassi mais leve só chega na Espanha. Atualmente ela corre com aproximadamente 20kg a mais que o mínimo do regulamento e perde um 0.6 sec por volta. Force India e Toro Rosso precisam mostrar mais!

No fundão, as cores estão misturadas entre Caterham, Marussia e Lotus. Único destaque é Kobayashi que mostrou na Malásia um ritmo decente.

Separador

Nesta pista a F1 se reúne para a prova de número 900. Impressionante.

A última corrida de número “redondo” (número 800) foi o GP de Cingapura do famoso Crashgate estrelado por Nelson Piquet Jr.

Será que esse ano tem surpresa?

Separador

httpv://youtu.be/gD-ef_FCvZQ

Red Bull fez uma parada no Kwait para um demonstração com Carlos Sainz Jr. Mate saudades do V8.

Separador

Espaço especial para Chilton, o Max, que até hoje completou todas as corridas que largou desde sua estréia. Genio!

Separador


Circuito: Bahrain International Circuit
Voltas: 57
Comprimento: 5.412 km
Distância: 308.238 km
Recorde da Pista: 1:31.447 – P De la Rosa (2005)

Separador

Programação
Sexta-Feira: 8h00 – 1º treino livre e 12h00 – 2º treino livre
Sábado: 9h – 3º treino livre e 12h – Classificação
Domingo: 12h – Corrida

Separador

Vamos para pista e deixar as politicas de lado. Será que teremos uma corrida com disputas verdadeiras na pista?

Pois é, Bahrein.

Boa corrida para todos nós!

Abraços, Flaviz Guerra – @flaviz

Flaviz Guerra
Flaviz Guerra
Apaixonado por automobilismo de todos os tipos, colabora com o GPTotal desde 2004 com sua visão sobre a temporada da F1.

12 Comentários

  1. Sergião disse:

    a prova 900 da categoria foi simplesmente, do caralho.

  2. wladimir duarte sales disse:

    Responda-me se puder, Salustiano: Jody Scheckter e Ian Scheckter, como representantes da África do Sul na F1 dos anos 70 manifestaram-se contra o Apartheid em algum momento de suas carreiras? Especialmente Jody que venceu corridas, foi campeão em 1979 e colunista em vários periódicos? Ecclestone; assim como os dirigentes antes dele; faz questão que o show continue, que os contratos sejam mantidos e que a enxurrada de lucros e propinas vá para a conta bancária dele e permita extravagancias como o ensaio de nu da filha Tamara para a Playboy. Na África do Sul só acabou o regime de segregação graças à luta do grande papa Madiba (Nelson Mandela) aliada a sacrifícios de outros ativistas como Steve Biko. Representantes de esportes como a F1 não tem nada com revoluções, golpes de estado e outras questões políticas deste ou daquele país. A não ser quando militantes e outros ameaçam a integridade física dos dirigentes, funcionários e pilotos. Só isso, a meu ver, levou ao cancelamento da etapa bahrenita em 2011.

    • Mário Salustiano disse:

      olá Wladimir

      se bem entendi a sua pergunta a minha resposta está bem posicionada abaixo quando escrevi que em nenhum momento houve na história da F1 algum tipo de manifestação que fosse contrária a regimes politicos, citei o exemplo da Africa do Sul para exatamente posicionar que isso vem de antes da influência de Bernie Ecclestone, até para dar a dimensão que se ele só pensa em dinheiro ,antes dele em menor escala já havia precedentes de forma igual, e o exemplo da Africa do Sul em tese foi a situação politica mais abjeta ao qual esse pessoal se submeteu para correr de forma passiva.

      abraços

      Mário

  3. Fernando Marques disse:

    O Piquet sempre disse que o Barrichello jamais soube administrar bem a sua carreira dentro das pistas … fora dela sim pois ganhou rios de dinheiro … e por isso se considera um vencedor na categoria … o Massa não é diferente … ambos estão com bolsos cheios …


    GP do Bahrein ao meio dia ao menos tem a vantagem de não precisarmos madrugar para ver a corrida …


    Se as Mercedes novamente voarem , prefiro ver o Hamilton triunfando … fora isso continuo na torcida pelo Kimi que até agora não acordou na Ferrari …


    Mauro,

    infelizmente se existe uma coisa que a tecnologia não tem é glamour … pergunto se um Cadillac 2014 tem o o glamour de um Cadillac dos anos 60? …

    Fernando Marques
    Niterói RJ

  4. Mário Salustiano disse:

    Flaviz

    Realmente a situação politica no Bahrain é vergonhosa e demonstra que o pessoal da F1 pouco está se lixando para questões politicas, vide Africa do Sul nos anos 60/70/80 , essa corrida fazia parte do calendário num período que Bernie ainda não ditava as cartas e o apartheid nunca foi motivo de manifestações dos dirigentes ou pilotos.

    Para a corrida acho que a Mercedes vai continuar seu passeio matinal, agora vamos ver quem desempata o jogo dentro da equipe, se Nico ou Hamilton.

    E o Chilton quem diria, vai colocar o nome na história com uma atitude de anti disputa, devagar e sempre ele leva o carro até o final, não disputa posições com ninguém, seu mérito é vencer a máquina tentando ser o mais conservador possível, se eu pudesse aconselhar ele e sem ironia de minha parte, eu diria para ele pensar e quem sabe focar no Endurance.

    uma boa corrida a todos

    Mário

    • Flaviz disse:

      Será que eli iria bem em uma 24 horas de LeMans?

      • Mário Salustiano disse:

        Flaviz

        seria o caso de pesquisarmos a forma como ele conduz o carro, vale ressaltar que vários nomes que não brilharam tanto assim na F1 foram grandes pilotos de Endurance

        abraços

        Mário

  5. Mauro Santana disse:

    A respeito do Massa, só posso dizer que tanto ele como Barrichello são dois bananas, que só pensam em $$$$$$$$.

    Olha, queria ver o Massa na época do Patrick Head, como foi com Piquet.

    O nosso brasileirinho iria sofrer que só.

    Parece que tanto Barrichello como o Massa não se espelharam no Emerson, Nelson e Ayrton, aonde JAMAIS um desses três Campeões Mundias abriria espaço para um companheiro de equipe, fosse quem fosse.

    O Bicho Pegava!!!!

    Abraço!

    Mauro Santana
    Curitiba-PR

  6. Mauro Santana disse:

    Olha, com um calendário com o horário das provas cada vez mais complicado, que saudades que me deu de quando tínhamos os seguintes horários das provas:

    – 2 etapas de madrugada.

    – 3 etapas de tarde.

    – 1 etapa na hora do almoço(GP do Brasil, a largada era às 13h00, mas a transmissão começava ao meio dia).

    – 10 etapas de manhã.

    Olha, tá cada vez mais complicado, e não vou nem voltar a bater na tecla do que foi esta duas primeiras provas.

    A F1 esta ficando velha, porem, de tanta plastica e botox que estão fazendo nela, ela esta cada vez mais deformada e bizarra.

    É isso.

    Bom GP a todos, e vamos de Bahrein.

    Abraço!

    Mauro Santana
    Curitiba-PR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *