Primeiro terço

Flavio Gomes 1994
10/06/2021
Temporada 1997 em modo loko
17/06/2021
GPTotal terço

Mais uma temporada atípica. Daquelas ainda que sofrem os efeitos de um mundo pandêmico.

Hoje, deveríamos estar aqui com os resultados e análise do glorioso Grande Prêmio do Canada, prova que seria realizada no domingo, 13/06/2021. Pelo segundo ano consecutivo, não teremos essa maravilhosa prova do calendário…. Quais mais não teremos?

O campeonato de 2021 virou uma caixinha de surpresas. Temos novos domínios, novas datas, novo calendário, tudo ao mesmo tempo! A única coisa que não podemos dizer é que um campeonato monótono e (ou) medíocre nesse primeiro terço do ano.

Para começar, é de se aplaudir a decisão de cancelar a prova do Canadá. O Governo local acredita que com uma média móvel de 28 mortes/dia, não é hora de abrir a fronteira para o bando da F1 armar seu circo. Não há clima e o risco é muito alto. Na visão deles, não custa nada esperar mais um ano.

Rapidamente a Fórmula 1 ligou para a RedBull e pediu pra tirar da gaveta aquela rodada dupla que fez tanto sucesso o ano passado. Torcer para o time que joga com São Pedro ajudar e oferecer condições climáticas diferentes para os finais de semana consecutivos em território austríaco ( e que o motor Honda não deixe Max na mão).

Com o calendário ainda sob avaliação, já que a prova de Cingapura também não vai acontecer, faltam ainda esclarecimentos sobre as provas de México e Brasil. Ninguém confirma ou nega, mas os dois países aparecem na lista de restrições de viagens do pessoal que tem base no Reino Unido. Pelas terras brasileiras há uma discussão diferente: prova com público ou sem público? Difícil acreditar ainda na realização da prova, mas euqnto não há informações oficiais, não dá pra viver de especulações, nos resta aguardar, pacientemente.

Do ponto de vista esportivo, a saída de Cingapura é um alívio pra Mercedes. As pistas de rua/travadas tem sindo um tormento para o time alemão nesse ano. Soma-se a isso a rodada dupla na Áustria (que apesar das vitórias no ano passado) onde a RedBull andou bem até com Alex Albon no passado e o cenário parace preocupante. As rodadas de final da temporada pelas Arábias, também não parecem promissoras para a Mercedes. O ano passado Abu Dhabi foi um alerta do que estaria por vir esse ano e a penúltima etapa é, justamente, mais um circuito urbano.

Para quem não acompanha o site oficial da Formula 1, não perca o belo “Beyond the Grid” com o grande Roberto Moreno!

Tem em várias plataformas de podcast e no youtube também:

A Mercedes sofre hoje a consequencia de seu sucesso. De forma inteligente, o novo regulamento para 2021 afetou o time na sua área mais sensivel. Além disso, abrir mão do famoso DAS custou caro demais para a performance desse ano. O time briga para aquecer corretamente os pneus e vimos em Monaco e Baku os pilotos buscando mais de uma volta na classificação para ter seus pneus no estado ideal. Onde há brilho e esperança de vitória, temos Lewis Hamilton pilotando. Mesmo com o seu erro da última prova, dá pra ver a diferença que ele faz frente a Valteri Bottas. Seja na pilotagem, seja na escolha de táticas e acertos mais ousados que precisam de um piloto 100% comprometido com a entrega do pedido feito pela engenharia.

Nesse ponto, a perfomance abaixo da crítica de Bottas nas duas últimas corridas pode nos dar alguma pista do seu futuro. Ao contrario do que pode parecer, essas duas provas podem não justificar sua saída e sim explicar que le já possa ter recebido a notificação de não renovação para 2022. Só especulações, mas a desmotivação do finlandês nessa altura incipiente do campeonato, chega a ser preocupante demais para a Mercedes de para a Hamilton. Sozinho, ele não deve conseguir barrar a curva ascendente de desempenho das RedBulls com seus dois pilotos.

Apesar do fim-de-semana cancelado, vem aí a famosa trinca! O cancelamento do GP do Canadá fez a a F1 adaptar o seu calendário e criou mais uma sequencia de três finais de semana consecutivos de corrida. Não dá pra reclamar! Além do cancelamento, a F1 tenta preservar as férias de Agosto dos times. Se pensarmos que a Europa vive um clima de saída dos lockdowns na porta de entrada do verão, dá pra entender a vontade de se preservar as férias em sua integridade.

Os times vão chegar nessa semana com basicamente o mesmo pacote para as provas da França e Austria. Times com motores Mercedes e Ferrari já atualizaram seus motores em Baku. Times Honda recebem suas novas unidades para esse fim de semana.

Paul Ricard não tem produzido corridas muito emocionantes e dois anos atrás (2019) vimos um passeio fabuloso da Mercedes. É uma pista sem muitas dificuldades técnicas mas que pdoe dar um pouco mais de chance para Mercedes brigar de igual pra igual com a Red Bull. Desde seu retorno ao calendário, duas vitórias da Mercedes. Duas de Lewis Hamilton e só!

Relembre aqui os destaques de 2019 do Grande Prêmio Francês:

Esse ano adverso e maluco (o segundo por assim dizer) nos apresenta estatísticas diferentes e curiosas. Quem é o piloto na maior sequência histórica dentro dos pontos? Lando Norris com 11 corridas seguidas! Ele, Vettel e Ricciardo pouparam a Mercedes de perder outro record: são 240 corridas seguidas com o motor marcando pontos. Desde 2008 na China que sempre tem um Mercedinho empurrando um carro nos pontos.

Se ver Lando liderando esse ranking não causa espanto, já pensaram no segundo dessa lista? Sim, ele mesmo: Pierre Gasly. São 5 corridas consecutivas nos pontos para o jovem francês. Importante manter essa “marca”, em 2019 o GP da França foi mais uma de suas decepcionantes apresentações pela RedBull.

Pelo campeonato, nada mais emocionante para o público que os dois pilotos postulantes ao título não marcarem pontos na última prova. Max Verstappen não vai poder chorar/reclamar/espernear que foi prejudicado pela Pirelli em uma possível briga direta pelo campeonato. Hamilton, não poderá descansar por ter uma folga de pontos. Vai ser disputa, curva a curva, até o final do ano.

Ainda falta um encontro na pista mais duro. Hamilton, nas duas últimas tentativas mais agressivas de Max, resolveu deixar o espaço cauteloso e perder a posição. Será assim até o final do ano? Há dúvidas! A hora que Hamilton endurecer a briga, as coisas devem ficar mais quentes entre os dois e as reclamações de Max devem aumentar.

Com dois “titãs” lutando em um campeonato completamente adverso, é uma fórmula para um campeonato distante do medíocre. São duas forças que não aceitaram nada menos que o máximo de seus times e deles próprios para sair ao final do ano campeão.

Estamos passando para a semana que marca o primeiro terço do campeonato. 4 pontos separam os principais postulantes ao título, quem será que prevalece no retorno da F1 para os seus autódromos mais tradicionais da temporada?

Abraços
Flaviz

Flaviz Guerra
Flaviz Guerra
Apaixonado por automobilismo de todos os tipos, colabora com o GPTotal desde 2004 com sua visão sobre a temporada da F1.

3 Comments

  1. Wladimir disse:

    Bom dia, Flavis.
    Lamentável a ausência do gp do Canadá, mas necessária de acordo com o bom senso do governo canadense ao lidar com a pandemia. Quanto ao Bottas já temos notícias até no site “Grande Premio” que dão quase certeza da troca dele por George Russell ainda nesta temporada. Será um ato precipitado de Toto Wolff? Vimos que Perez e Vettell cumpriram suas promessas de adaptação de 5 gps e entregaram ótimos resultados, especialmente Vetell que recebeu muitas críticas que, especialmente após a última corrida, se mostraram exageradas. Vamos ver a capacidade de adaptação do calendário por parte da federação e da Liberty Media daqui pra frente. Saudações a todos os Gepetos!!

  2. Fernando Marques disse:

    Flavis,

    as incertezas a respeito do calendário da Formula 1 em2021 certamente irão continuar …
    com relação a briga pelo titulo, penso que as expectativas estão grandes e em alta … até por que acredito que a Mercedes irá reagir … o que será ótimo para o campeonato … a RBR tem enfim, um carro pronto para brigar pelo titulo, mas creio que a Mercedes tem gorduras guardadas ainda a serem queimadas … é dela ainda o melhor motor … assim Hamilton x Verstappen em 2021 promete ser a maior disputa do titulo deste século … e estou na torcida pelo Hamilton …

    Fernando Marques
    Niterói RJ

  3. Mauro Santana disse:

    Com DRS vai ser difícil termos uma luta pesada na pista entre Verstappen X Hamilton, uma prova disso foram as “disputadas” entre eles no GP da Hungria de 2020 e Espanha 2021.

    Mauro Santana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *